Everest Base Camp: 5° dia

>, Destinos, Everest Base Camp, Experiências, Nepal>Everest Base Camp: 5° dia

Everest Base Camp: 5° dia

Mila Fiorese2012-09-30T12:10:26-03:0030 de setembro de 2012|Blog, Destinos, Everest Base Camp, Experiências, Nepal|0 Comentários

Deboche-Pangboche-Dingboche
Hoje foi dia de ultrapassarmos os 4000 m de altitude e, para que todos chegassem bem, seria necessário ir devagar. Por isso saímos cedo de Deboche, às 7:30h da manhã.
O caminho está ficando cada vez mais bonito, andamos por uma trilha no meio de montanhas verdes, margeando o rio Dudh Koshi (que significa “rio de leite “, por causa da cor branca das espumas das corredeiras), à direita o pico da montanha Ama Dablam (6856m) e a frente, servindo de guia, os picos do Lhotse (8414m), Nuptse (7851m) e o famoso Everest (8848m).


No caminho paramos no Monastério de Pangboche (3930 m), onde recebemos a benção do Lama, em um ritual cheio de misticismos, ao som de tambores e mantras que, segundo a crença local, nos protegerá para entrarmos nas áreas altas das montanhas. Foi uma experiência incrível.

Protegidos, saímos em direção à Dingboche. No caminho cruzamos diversos iaques e cabras-da-montanha, todos se alimentando nas beiradas dos morros.



Paramos para almoçar em Orsho e às 15h chegamos ao destino final. Mas o dia não tinha acabado ainda. Para garantir que todos se aclimatassem aos 4410 m de Dingboche, saímos para mais um trekking de 45 min, no qual subimos até 4600 m e finalmente voltamos para descansar em nossa Tea House Snow Lion.


Já nos acostumamos com a falta de conforto e com o frio, mas temos que beber 4 litros de água por dia para ajudar a evitar o mal da altitude. Isto significa que toda noite temos que levantar para fazer xixi. O problema é que o frio continua aumentando e está cada vez mais desconfortável sair do saco para dormir quentinho. Mas a paisagem de todo dia compensa de sobra!

Deixar Um Comentário

Planeje sua viagem
Assine nossa Newsletter