Reencontrando amigos em Sidney

>, Blog, Destinos>Reencontrando amigos em Sidney

Reencontrando amigos em Sidney

Mila Fiorese2013-01-16T01:22:05-02:0016 de janeiro de 2013|Austrália, Blog, Destinos|2 Comentários

Nossa semana em Sidney foi especial pois pudemos reencontrar amigos queridos que por lá moram. Curtimos mais o dia a dia da cidade do que propriamente sua parte turística.

Sidney fica em uma baía e é uma cidade bastante espalhada, é possível ver mar por todos os lados. Além do coração da cidade, onde fica a famosa ponte e a Ópera de Sidney, há uma enorme quantidade de bairros. A área urbana tem cerca de 70 portos e praias. Na parte Sul a praia mais famosa é Bondi Beach, ponto turístico onde famosos se hospedam quando passam pela cidade.  Nós ficamos em Manly, na parte Norte, na casa de uma grande amiga, a Cris. Foi uma delícia matar as saudades e aproveitar a companhia dela, do Dan e de seus filhos fofos. A região em que eles moram é linda, cheia de praias, parques públicos, trilhas com vistas maravilhosas e toda a infraestrutura necessária para se viver bem. É possível ter muita qualidade de vida e foi fácil entender porque eles optaram por criar seus filhos neste local privilegiado. Fizemos caminhadas, curtimos banhos de mar e fomos jantar fora para passear pelos diferentes bairros da parte central.


Um passeio que não quisemos perder foi uma ida ao Featherdale Park para ver os animais locais: cangurus e koalas.




Aproveitamos também para reencontrar outro amigo de longa data, o Jacky. Saímos dois dias com ele e com a Louise e conhecemos o pequeno Noah, uma graça. Foi muito bom.


Na noite de ano novo fomos assistir à famosa queima de fogos da ponte da baía de Sidney (Sydney Harbour Bridge). Foi um show de civilidade. Há algumas opções para se assistir aos fogos: reservar hotéis, restaurantes ou barcos, comprar tickets para alguma festa na região ou chegar cedo e sentar na rua. Desde a manhã as famílias começam a chegar na região da baía de Sidney para pegar lugar com boa vista. Eles chegam com cadeiras, barracas, toalhas e muita comida. Fazem grandes piqueniques para esperar a hora dos fogos. Quando uma região começa a ficar muito cheia a prefeitura fecha o acesso a ela. Assim quem chega em cima da hora tem que assistir de longe e todos ficam confortáveis em seus lugares. Há uma queima de fogos menor às 21hs, para que as crianças possam ir dormir, e depois a grande queima da meia noite.


Nós fomos a uma festa fechada, a Beach Party do Bar Opera House. Tivemos uma visão linda dos fogos, bem de frente à ponte. Quando os fogos terminam todos calmamente se levantam, recolhem suas coisas e vão caminhando para as diferentes opções de transportes públicos. Ficamos impressionados com a organização, foi uma excelente experiência.
Sem falar que foi mais uma daquelas sensações maravilhosas de estar vendo ao vivo algo que sempre assistia pela TV e imaginava um dia vivenciar. Posso dizer que entramos em 2013 com o pé direito!

2 Comments

  1. ENEDINA FIOREZE 21/01/2013 em 12:19 - Responder

    Olá meninos, me imagino vendo esses lugares maravilhosos onde vocês estiveram! tbém os admiro pela ajuda às crianças órfãos e carentes.
    felicidades sempre, beijos, tia dinha

    • Mila 22/01/2013 em 04:07 - Responder

      Oi tia Dinha, obrigada pela mensagem. Realmente vimos muitos lugares lindos e nos emocionamos muito com as crianças. Teremos muitas histórias para contar. Saudades. Beijos.

Deixar Um Comentário

Planeje sua viagem
Assine nossa Newsletter